No último fim de semana tivemos um retiro muito especial

Conseguimos encontrar o equilíbrio perfeito entre práticas, reflexões, descanso e convívio. Agradeço a todos que participaram e deixo aqui a minha visão destes três dias. 🙂
Espero que gostem e que no próximo venham todos!

Chegar em Punta de Couso é muito bom! Depois de alguns pequenos contratempos para encontrar o lugar (que torna a chegada ainda mais especial) somos acolhidos neste sítio mágico. Tudo ali é cuidado com imenso carinho em cada detalhe, desde os quartos até o jardim, mostrando quanta atenção é dispensada para criar e manter esse espaço preparado para receber a todos.

Aos poucos os participantes vão chegando: algumas caras conhecidas, outras novas, mas sempre um reencontro. Enquanto uns chegam tranquilos, outros vêm apressados, mas logo todos estão em sintonia, de coração aberto para partilhar momentos, conectarem consigo mesmos e se reconhecerem uns nos outros.

As práticas aconteceram de forma muito fluida, yogins experientes e praticantes novatos se misturaram e criaram uma atmosfera de descoberta e evolução.

Numa sala de práticas absolutamente inserida na natureza, pudemos desfrutar da conexão plena com os sons do vento, do mar, do cantos dos pássaros ou grilos. Sentimos os primeiros raios de sol tocar nossa pele enquanto o saudávamos em surya namaskar. Houve tempo para apenas respirar, sentir, viver.

Mas o retiro não é feito só de práticas! Tivemos também uma agradável sessão de thai yoga massagem para relaxar, recuperar e ensinar algumas manobras para depois repetir.

Quando após o jantar, o sol já se despedia, encontramos o momento para conectar com o sentido da evolução ouvindo as palavras da partilha Divina Luz todos percebemos que somos parte de algo maior e que devemos seguir nosso chamado e dar os passos nessa evolução. Foi um momento pleno de emoção que nos deixou com os corações cheios de gratidão.

Finalmente, mas não menos importante, nosso retiro teve tempo para descanso… seja num passeio pelos jardins, numa leitura descontraída com vistas para o mar ou numa ida à praia para um mergulho refrescante no mar cristalino.

No fim, ficaram os abraços, os sorrisos, a pele mais bronzeada e o coração mais quentinho na promessa de um novo reencontro.

Até já Punta de Couso!

Gostou? Quer ver como foi?