Sobre a importância da prática diária

Quando você começa a praticar yoga, precisa realmente da ajuda de alguém que o oriente, um professor que ensine a alinhar o seu corpo, respirar de forma correta e disciplinar a sua mente.

No entanto, com passar dos tempos, é necessário que além das práticas orientadas comece a abrir um espaço para permitir que o yoga aconteça, de dentro para fora. Como quando aprendemos a tocar um instrumento musical, começamos “copiando” alguém, tocando a partir de partituras, mas o passo seguinte será sempre deixar fluir a música através do instrumento.

Muitas vezes os alunos me dizem que não praticam em casa por que não sabem o que fazer… mas isso é impossível! Na verdade estão apenas condicionados a serem guiados por alguém e este pode ser um grande entrave na evolução.

O yoga é uma poderosa ferramenta para auto-descoberta, para conexão consigo mesmo, para percepção dos níveis de consciência e manifestação do Ser.

É portanto uma caminho individual que cada um deve percorrer com suas próprias pernas.

Sob este ponto de vista é que a prática diária dever ser algo cultivado por todos os yogins. A cada dia acordamos de uma forma diferente, a cada dia somos submetidos a experiências diversas, portanto a cada dia somos novas pessoas e precisamos nos reencontrar, reconhecer, reconectar.

Fica então o convite para permitir a si próprio um tempo e experimentar a prática, sem expectativas, sem tensões, escutar a si mesmo e mergulhar na sua vivência.

Boas práticas!